Ir para a barra de ferramentas

DA SUÉCIA, AQUELE MALDITO PAÍS DO MATA-VELHOS (E PORTUGAL, NÃO É, CLARO QUE NÃO!)

Durante meses, a nossa (e não só) imprensa fustigou a estratégia da Suécia, e os “covideiros” devem ter torcido para que a coisa ainda desse mais para o torto.

Efectivamente, a mortalidade em 2020 na Suécia continua, globalmente acima da média (cerca de 5,7% até Setembro), e a situação é pior do que a dos seus vizinhos escandinavos. Ainda há dias vi as estatísticas da Noruega que indicavam que 2020 estava com mortalidade total abaixo da média, fruto das medidas draconianas que seguiram. 

Porém, durante o pico da pandemia, e quando em Maio a Suécia ainda apresentava muitas mortes por covid, crucificava-se a sua estratégia, considerando-a desumana: o Governo e as autoridades de saúde da Suécia andavam, dizia-se por cá, a deixar morrer os velhos.

Enquanto isso, Portugal auto-elogiava-se. Governo e o impagável Presidente da República garantiam-nos que estávamos perante um “milagre”, invejado por todos.

Tretas! Tretas, mil. Mil vezes tretas.

Eu bem sei que isto começa a tornar-se cansativo, talvez para vós que me acompanham, mas não resisto a vos colocar aqui um pequeno gráfico que mostra a evolução da mortalidade acumulada para os maiores de 65 anos desde Janeiro até 7 de Setembro de 2020 para Portugal e para a Suécia, sendo que os dados estão padronizados em função da população desta faixa etária.

E, como podem observar, nunca – repito, NUNCA – em qualquer altura do ano a Suécia esteve com uma taxa de mortalidade acumulada no grupo dos mais idosos acima da de Portugal. Nunca! 

Primeiro, porque a gripe foi lá menos letal até Fevereiro (deixou-se morrer velho de gripe em Portugal, será?!!).

Segundo, porque, embora tenha havido muita mortandade da covid na Suécia até Maio, muita gente se esquece que em Portugal começou desde cedo a registar-se um excesso de mortalidade não-covid em Portugal.

Terceiro, a partir sobretudo de Julho, a situação na Suécia normalizou (a mortalidade tem estado abaixo da média), enquanto em Portugal temos assistido a um Verão de completo morticínio da população que nada tem a ver com a covid. Vejam, aliás, a divergência nas curvas da mortalidade acumulada que abaixo vos apresento.

Portanto, se a Suécia é um país de mata-velhos; que será então Portugal?

Nota: Os dados de Portugal são obtidos, como habitualmente, no SICO-eVM. Os dados da Suécia podem ser consultados aqui: https://www.scb.se/en/finding-statistics/statistics-by-subject-area/population/population-composition/population-statistics/?fbclid=IwAR3Ash_sTy5oagP-7ES8lghWjgR92ZEDrsFpwuqtHUZgEe5y9mDLSwjHeEM#_Statisticalnews

 
Artigo retirado de: Nos cornos da covid
Siga e goste de nós:

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Seguir por E-mail